Você Sabia?

Mesmo com a crise o mercado de beleza continua crescendo

Pode parece estranho, mas são nas épocas de crise econômica que o mercado de produtos de beleza fica mais aquecido, segundo o presidente da Estée Lauder, Leonard Lauder. O executivo da renomada marca de cosméticos dos EUA atribui esse fenômeno por conta do grande aumento no setor após os atentados terroristas de 2001 em Nova York. Apesar desse estudo ser baseado no país norte-americano, a situação atual do Brasil reforça a tese.

Dados divulgados pela Associação Brasileira de Indústria de Higiene Pessoal e Perfumaria apontaram que em 2010, ano que o PIB brasileiro fechou com crescimento de 7,5, a indústria faturou o valor de R$ 29,9 bilhões. Quanto anos depois, quando o país cresceu apenas 0,1%, o setor de beleza arrecadou R$ 42 bilhões, crescimento de 42% a mais do que no ano que o Brasil estava melhor economicamente.

Mulheres entrevistadas pelo Jornal O Dia informaram que não abrem mão de cosméticos e maquiagens, principalmente por se tratar da autoestima delas. O desejo de se sentirem lindas faz com que as compras desses produtos de beleza sejam feitas mesmo que com ajuda de cartão de crédito.
A pesquisa ainda apontou que os homens se tornaram o novo alvo do setor de beleza. Por conta do alto número de pessoas cuidando mais da aparência, a indústria está investindo também no desenvolvimento de produtos destinados ao público masculino.

Em 2016, o crescimento de vendas de maquiagens e perfumes foi maior do que à media do Brasil. Enquanto o setor cresceu 7,4%, o país cresceu 3,6%, reforçando a tese de que mesmo com momentos adversos com o mercado a população não deixa de se cuidar esteticamente.

E você, continua fazendo uso contínuo dos produtos de beleza e, assim, desfrutando o melhor da sua autoestima?

Comentários
Compartilhe nas redes sociais:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *